Consulta de Pedopsiquiatria

A forma de apresentação das doenças mentais é abrangente, muitas vezes indistinta e outras tantas subtil.
O Pedopsiquiatra recolhe informações sobre sinais e sintomas, elementos biológicos, padrões de organização do funcionamento psíquico e modelos de interação relacional os quais, em conjunto, permitam realizar o diagnóstico diferencial entre processos normais – próprios de cada etapa maturativa – e condições clínicas (doenças ou perturbações) que interfiram no desenvolvimento intelectual e afetivo de cada criança ou jovem.
Recomenda, quando necessário, uma intervenção terapêutica diferenciada e atempada.

A Intervenção Terapêutica recorre a:

  1. Entrevistas aprofundadas com a criança ou jovem e os seus cuidadores.
  2. Ao estabelecimento de uma nova relação terapêutica com a criança ou jovem, que o ajude a decifrar as constantes ponderações entre a vida interior (psíquica) e a vida exterior (realidade).
  3. Terapêutica medicamentosa psicofarmacológica que permita minimizar a sintomatologia gerada pelos processos de doença e o prejuízo que por vezes acarreta a curto e médio prazo no desejável desenvolvimento intelectual e afetivo.
  4. Organização de intervenções terapêuticas multidisciplinares, realizadas por profissionais especializados em áreas distintas de conhecimento como a Psicologia, a Terapia ocupacional, a Terapia da Fala e a Psicomotricidade.